Por Vini Martins

Israel está na lista da Unesco (Organização das Nações Unidas de Educação, Ciência e Cultura) com 9 locais considerados Patrimônios Mundiais. 

No mundo são 830 e para conseguir essa classificação, a instituição internacional avalia muitos pontos do local. Por isso, Israel os protege cuidadosamente , além de promovê-las mundo afora.

Confira os principais deles:

1) Massada

Massada é um dos símbolos da identidade cultural judaica e da luta humana pela liberdade. A construção de Massada por Herodes, o Grande, também é considerada um exemplo de uma antiga vila romana e as obras de cerco romano são as mais completas do mundo.

2) Cidade Branca de Tel Aviv

A Cidade Branca de Tel Aviv sintetiza as tendências arquitetônicas do Movimento Moderno e as integra às condições locais. Os edifícios da cidade são uma das atrações mais atuais de Tel Aviv, e os inúmeros visitantes e moradores que por ali passeiam e  observam esses edifícios em Dizengoff, Rothschild e em outras ruas.

3) Os Locais Sagrados Baha’i de Haifa

O Comitê do Patrimônio Mundial da Unesco adicionou os Santuários e Jardins Baha’i, nas cidades de Haifa e Acre, à lista de Patrimônio Mundial em Israel. Os lugares em que foram enterrados os fundadores da fé, Bahá’u’lláh e Bab, representam o nascimento da religião em tempos modernos. 

Os elaborados jardins paisagísticos e santuários são locais de peregrinação anual para os 5 milhões de fiéis Baha’i.

4) Antiga Cidade de Acre/Akko

Acre (ou Akko) está na lista da Unesco graças à cidade medieval preservada, tanto acima como abaixo do nível da rua. É um excelente exemplo de uma cidade otomana cercada por muralhas com vistas para o Mar Mediterrâneo.

5) A rota do incenso – As cidades do deserto do Negev

A Rota do Incenso, também conhecida como “As Cidades do Deserto do Negev”, faz parte do roteiro comercial de incenso que conecta a Arábia ao Mediterrâneo. 

O Caminho foi construído pelos nabateus ao longo de dois milênios. Mamshit, Avdat, Haluza e Shivta são lugares fascinantes para visitar. A agricultura de uvas e oliveiras mostra como um povo pode prosperar em  um ambiente desértico.

6) Montes Bíblicos “Tel” – Megiddo, Hazor e Beersheba

A Unesco determinou que os Montes Bíblicos “Tel” (cidades de Megiddo, Hazor e Beersheba) são testemunhos do intercâmbio cultural das civilizações antigas.

Seus complexos sistemas de água são destaques. Palácios, muralhas e depósitos também são grandes lembranças das civilizações antigas e mostram o poder da narrativa bíblica.

Compartilhar

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.