Da Redação

A Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) pede aos viajantes que usem máscaras durante suas viagens.

A máscara é a principal recomendação dentre as orientações da Organização da Aviação Civil Internacional (OACI) para operações seguras durante a pandemia, desenvolvidas em conjunto com a Organização Mundial da Saúde (OMS) e governos.

A IATA faz esse reforço após relatos de viajantes que se recusaram a usá-la. Alguns incidentes a bordo tornaram-se violentos, resultando em atrasos resultantes da retirada desses passageiros das aeronaves.

“Este é um apelo ao bom senso e à responsabilidade. A grande maioria dos viajantes entende a importância do uso da máscara, mas uma pequena minoria cria problemas. O cumprimento das instruções de segurança é parte de um conjunto de leis internacionais“, disse Alexandre de Juniac, diretor geral e CEO da IATA.

Voar está dentro de um contrato que você assina

A passagem aérea é um contrato no qual o passageiro concorda com os termos e condições de uso.

Por isso, a empresa tem o direito de se recusar a transportar uma pessoa cujo comportamento interfira no voo, viole regulamentos ou faça com que outros passageiros se sintam inseguros.

A máscara está incluída nos novos termos e condições. Por isso, leia atentamente seu contrato! 😉 

David Powell, conselheiro médico da IATA conta que “as pesquisas que vimos até agora e os nossos próprios estudos nos dizem que o risco de pegar a Covid-19 em um voo continua baixo: o grande volume de ar filtrado da cabine, o fato de todos os assentos estarem virados para a mesma direção e o uso de máscara e higienização da aeronave contribuem para esse cenário”.

Compartilhar

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.