Da Redação

A profilaxia pré-exposição, mais conhecida como PrEP será finalmente disponibilizada no País de Gales. O uso do medicamento, de forma rotineira, no País de Gales foi afirmado em 30 de junho pelo ministro da saúde galês, Vaughan Gething.

Para quem não conhece, a PrEP, é um medicamento anti-retroviral usado por pessoas HIV-negativas que, se usado de forma consistente, pode ajudar a reduzir o risco de adquirir o vírus.

As notícias são divulgadas três anos após o estudo do PrEPARD, no qual 1,2 mil pessoas foram prescritas.

“Não houve novos diagnósticos de HIV entre as pessoas que usaram a PrEP no País de Gales”, disse o ministro em comunicado. “

Gething disse que a PrEP “é uma medida importante para eliminar o HIV e tenho orgulho do que alcançamos” e que o País de Gales fez “um enorme progresso no desenvolvimento de serviços de saúde sexual mais modernos e eficazes”.

Debbie Laycock, chefe de política do Terrence Higgins Trust, elogiou a decisão histórica, chamando-a de “um marco significativo na resposta ao HIV no País de Gales” que causará um “impacto real na luta contra o HIV” no país.

“Ao disponibilizar rotineiramente esse fator de mudança do HIV, seus benefícios agora podem ser totalmente desbloqueados”, disse ela.

“O governo galês foi o primeiro governo do Reino Unido a se comprometer com o fim de novas transmissões de HIV até 2030 e o acesso a longo prazo à PrEP terá um grande papel em tornar isso realidade. Essa liderança política tem sido importante.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.