Da Redação

Nesta terça, 16 de junho, a Aspen Pharma realizou um bate-papo no perfil do Instagram (@aspenpharmabrasil) com a Maite Schneider, militante dos Direitos Humanos e cofundadora da Transempregos, plataforma que faz a inserção de pessoas trans no mercado de trabalho, além de contar com o maior banco de currículos e vagas para profissionais transgêneros do Brasil . A ação é alusiva ao mês do Orgulho LGBTQI+, lembrado agora em junho.

Durante a live, comandada pela jornalista Juliana Costa, da Agência A+, Maite falou sobre a exclusão no mercado de trabalho e que essa é uma realidade de pessoas trans por integrarem um grupo naturalmente segregado onde há pouco toque e interação como se realmente estivessem com uma doença contagiosa. 

“Pessoas trans já vivem um estado de pandemia social no seu cotidiano. Para alguns grupos, viver o isolamento social faz parte da vida. Só hoje a sociedade consegue enxergam o quanto isso é ruim”, conta Maitê.

Em 2019, a Aspen Pharma oficializou seu Programa de Diversidade e Inclusão (D&I) que inclui iniciativas em prol da causa. A filial brasileira da farmacêutica sul-africana é uma das maiores fabricantes de medicamentos do mundo e pioneira no setor ao contratar a primeira colaboradora transgênero, através de uma parceria com a TransEmpregos .

“Na Aspen Pharma, os talentos são diversos e o sucesso é resultado de uma cultura inclusiva, valorizamos o caráter e o trabalho que produzem. Acreditamos que quanto mais diversa e inclusiva uma organização for, mais competitiva ela será em seu mercado, destacando-se em questões como inovação, desempenho, engajamento e retenção de talentos. O resultado depende do patrocínio da alta direção, da oferta de oportunidades, do trabalho de desenvolvimento e da conscientização dos profissionais”, explica Patrícia Franco, Diretora de RH da farmacêutica .

Ainda durante a live Maite falou que a pandemia dificultou um pouco o andamento da contratação de pessoas trans e que muitas empresas decidiram regredir no processo e não contratar agora. A militante fala também sobre a importância da diversidade dentro das empresas. “Precisamos entender as diferenças e não engessar as pessoas querendo que todas sejam iguais. Diversidade faz parte de reconhecer que cada pessoa é diferente e o somatório dessas diferenças é que vai ser o resultado final”, comentou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.