Da Redação

As Bahamas deve reabrir para receber turistas do mundo inteiro a partir do dia 1º de julho. Para isso, algumas medidas serão tomadas, segundo um plano divulgado pelo Ministério do Turismo e Aviação do destino. 

O “Plano de Prontidão e Recuperação do Turismo”, criado em conjunto com o Comitê de Prontidão e Recuperação do Turismo (um grupo composto por parceiros do setor público e privado), é um guia abrangente e aprovado do protocolo de saúde e segurança a ser seguido de forma consistente em todo o país.

As novas normas devem ser aplicadas em hotéis, restaurantes e qualquer lugar que voltado ao consumidor. Os viajantes que entram e saem das Bahamas também devem obedecer o protocolo. 

“Nossa principal prioridade é e sempre será nosso compromisso com a saúde e o bem-estar de nossos residentes e visitantes”, disse Joy Jibrilu, diretora geral do Ministério de Turismo e Aviação das Bahamas. 

“Devemos lembrar que estamos vivendo uma nova normalidade na esteira da COVID-19 e muita coisa vai mudar no setor de turismo. Estamos dando uma ênfase ainda maior em garantir uma Bahamas segura e limpa para todos, e esperamos mais uma vez proporcionar aos viajantes a experiência tropical pela qual nossas ilhas são conhecidas”, declarou.

Bahamas: O que os viajantes devem esperar pós-pandemia

O retorno em fases 

O “novo normal” será faseado, seguindo uma abordagem estratégica em fases, que garante a aderência de procedimentos críticos sanitários e de segurança e que o setor de saúde permaneça bem equipado e pronto para responder conforme necessário.

A Fase 1, iniciada em 15 de junho, permitirá que embarcações internacionais, iates e aviões privadas retornem ao destino. Esses grupos menores permitirão um segmento mais controlado para testar as novas medidas do país.

Durante essa fase, as companhias aéreas comerciais poderão trazer cidadãos das Bahamas, residentes legais, proprietários de residências qualificadas para residência econômica permanente, ou os familiares imediatos e entes queridos de qualquer um desses grupos.

Todas as pessoas que retornarem continuarão tendo que se registrar na embaixada ou consulado das Bahamas e obter um teste COVID-19 com resultado negativo.

Prevê-se que durante esse período haverá um cronograma reduzido de voos, à medida que as companhias aéreas começarem a adicionar as Bahamas às rotas novamente.

Além disso, durante a fase 1, os hotéis serão reabertos para que os funcionários retornem ao trabalho e implementem todas as medidas necessárias para garantir que estejam prontos para receber os hóspedes no início da fase 2.

A Fase 2, a partir de 1º de julho, permite a retomada das viagens internacionais, incluindo: 

– Linhas aéreas comerciais, internacionais e domésticas;

– Hotéis e aluguéis de temporada, incluindo Airbnb e HomeAway;

– Transporte variando de táxis para ônibus.

O calendário das outras fases e setores será anunciado em breve.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.