Da Redação

O Pride Bank, primeiro banco digital do mundo focado no público LGBTI+, não deixou que o período de isolamento social fosse motivo para esquecer de seu propósito, que é ajudar a comunidade. 

Durante a quarentena, o banco criou a campanha #CasaPrideEmCasa  com o intuito de arrecadar doações voluntárias para ONGs e projetos sociais.

Para engajar o público, a campanha fez parceria com o SAMPATALKS, projeto de impacto social que visa promover o suporte coletivo, e traz lives semanais através dos perfis do Facebook e Instagram com especialistas e artistas, que participam de forma gratuita das conversas e apresentações, fomentando cultura, entretenimento e temas relevantes, não só para os LGBTI+, mas também para seus aliados.

Para garantir 100% de transparência do investimento do valor arrecadado, a Welight, empresa de tecnologia social, faz o mapeamento de todo o fluxo de entrada das doações e como ele é gasto. Dessa forma, quem doa tem a garantia de que o dinheiro será utilizado de forma correta.

Apresentadas por Marcio Orlandi, CEO de Pride Bank, as lives da #CasaPrideEmCasa acontecem às segundas, quartas e sexta-feiras, às 19hs com bate papos com especialistas de diversos temas; às 23hs das sextas com pocket shows e aos sábados, às 16hs, com performances artísticas e DJs.

A estreia da campanha aconteceu em 31 de março, Dia Internacional da Visibilidade Trans, com participação das cantoras e compositoras Assucena Assucena e Raquel Virgínia, da banda As Bahias e a Cozinha Mineira, e Victor Namur, psicólogo e criador do canal Translúcido para falarem sobre o tema.

Acompanhe no Facebook e Instagram e faça sua doação pelo site.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.