Da Redação 

Até 30 de abril, a Azul irá operar 70 voos diários para 25 cidades, em operações essenciais para aqueles que necessitam viajar. 

Apoiando irrestritamente as recomendações das autoridades de saúde, a companhia manterá voos que também irão possibilitar o transporte de cargas, como medicamentos e órgãos, e de profissionais da saúde que trabalham diretamente no combate à pandemia da Covid-19.

O planejamento também contou com o apoio da Anac, que garantirá a infraestrutura necessária para a operação nestes aeroportos.

“As viagens aéreas são parte integrante da infraestrutura de qualquer país, especialmente em um de dimensões continentais como o Brasil. Temos orgulho de apoiar o país neste período de crise e por isso iremos operar uma malha que permitirá o movimento de pessoas e mercadorias pelo país”, afirma John Rodgerson, presidente da Azul. 

Atendimento aos clientes

Em atenção às incertezas vividas por todo o mundo neste momento, a empresa está disponibilizando opções de remarcação de voos com origem ou destino em Lisboa ou Porto, América do Sul e Estados Unidos, além de todos os voos domésticos.

A medida vale para passagens adquiridas para voos até 30/nov/20.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.