Por Vini Martins

Com o tema Motivo de ORGULHO, a CandyBox celebra 10 anos de existência em 2020 e de Sapucaí, é claro!

No dia 21 de fevereiro, o Carnaval do Rio de Janeiro abre os desfiles das escolas de samba da Série A, que acontece na Marquês de Spucaí. Mas, antes das escolas entrarem na avenida, as cores, purpurinas e diversidade serão o abre alas, afinal a Marquês receberá o CandyBox. 

O camarote LGBTQI, que em 2018 virou um bloco, abre o espaço para folia carioca com o seu show comandado pelo Beni Falcone.

“São 10 anos de história, 10 anos de muito trabalho, 10 anos de muito orgulho! Por isso vamos celebrar esta edição com este tema: Motivo de ORGULHO! Por ser o primeiro projeto LGBTQI+ na avenida, motivo de orgulho porque somos gays além de ser um  símbolo de resistência com todo e qualquer tipo de preconceito”, comemoram os donos do projeto Guilherme Barros, Marcela Souza e Mickael Noah.

Para Beni Falcone, que é a voz da banda, o CandyBloco é uma celebração de quem somos e das diversas possibilidades de sermos. É um movimento de amor, de afirmação e, em tempos esquisitos, de resistência.

Para sair do clássico, Bernardo Falcone apostou em uma trilha sonora lotada de divas do pop, algo óbvio quando o assunto é a cultura LGBT por muitas das cantoras levantarem a bandeira e se tornarem ícones da causa. O resultado final foram nomes como Rihanna, Madonna, Beyoncé, Britney Spears, Whitney Houston, Anitta, Ivete Sangalo e Pabllo Vittar e até a dupla Sandy e Junior.

A festa acontece no dia 21 de fevereiro, a partir das 21h. Os ingressos custam entre R$ 850 e R$ 1.200 (incluí: camiseta exclusiva; show e DJs, Open Bar e Desfile das Escolas de Samba). A classificação é 18 anos!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.