Da Redação

Ninguém duvida que o Airbnb virou uma febre no turismo mundial. Afinal, são mais de 7 milhões de anúncios em 191 países. Isso ajuda a economia porque as pessoas começam a conhecer diferentes bairros além dos lugares mais centrais e tradicionais.

Segundo um novo estudo divulgado pela plataforma, o Brasil faz parte do crescimento da rede e os hóspedes ajudam o comércio local relacionado à gastronomia

A pesquisa mostra que os hóspedes do Airbnb gastaram mais de R$ 1,8 bi em restaurantes e cafés do Brasil em 2018. Globalmente, foi um total de US$ 25 bi em 46 países. 

Se o ritmo permanecer o mesmo, a expectativa para 2019 é que esse número ultrapasse R$ 2,8 bi no Brasil e US$ 30 bi no mundo.

Para muitos viajantes, pertencer ao destino escolhido significa vivenciar um lugar por meio de comidas e sabores locais, aprender a cozinhar uma receita ou descobrir restaurantes e cafés da vizinhança, criando memórias autênticas e conexões com o destino.

Os anfitriões são grande responsáveis por esse fenômeno. No mundo, 84% deles recomenda restaurantes e cafés para hóspedes, lugares que muitas vezes ainda nem estão marcados pelo Google.

Em média, os hóspedes do Airbnb dizem que 42% dos seus gastos ocorrem nos bairros onde se hospedam E 77% afirma que vivenciar o local como um nativo é importante em sua decisão de usar o Airbnb.

Viva a cultura local! \o/

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.