Por Vini Martins
@vinniciusmg

Foto: Divulgação

O vinho é sinônimo de História humana!!!

A bebida segue sendo apreciada por muitas pessoas do mundo todo e em diferentes situações.

Aqui na América do Sul, mais precisamente na Argentina, diversos são os caminhos até a uva.

O segundo maior centro de produção de vinho do país, por exemplo, fica na cidade de “Salta”, região do Atacama. E ali perto, a cidade de Tilcara é considerada a capital arqueológica do país.

Mas se quiser partir de Bueno Aires para ir até o Chile, a Rua Nacional 7 é o caminho que te levará até Mendoza, uma das melhores opções para os enólogos, enófilos e/ou sommeliers de plantão (quem produz, quem consome e/ou quem trabalha com vinho).

Mendoza também fica MTO PRÓXIMA de Santiago do Chile, para quem vem do lado de lá da Cordilheira.

Siga o Claro e Criativo no Instagram

Descobrindo Mendoza

Foto: Divulgação

A atividade econômica da cidade está vinculada às indústrias do vinho e do azeite. A “adega da Argentina” responde por 70% da produção, ocupando a 5º posição em volume de produção.

Mendoza reúne gigantescas vinícolas tecnológicas e, também, pequenas cavas artesanais e familiares.

É mais de 1K de vinícolas.

E é mais de 1 bi de litros por ano!

Aos pés da Cordilheira dos Andes, Mendoza reúne outros atrativos para o turista: esqui e snowboard no inverno; bike, cavalgadas, rafting, canopy e alpinismo no verão.

Por isso, você que me acompanha, conheça pacotes e roteiros clicando aqui.

Para mais informações envie um e-mail para [email protected].

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.