Da Redação

Viajar é uma das coisas mais fascinantes que existe, afinal são lembranças que marcam e sempre voltam. Quando viajamos para lugares em que nossos antepassados viveram pode ser ainda mais marcante e, com certeza, mais emocionante.

Uma pesquisa realizada pelo app Airbnb revela que pessoas de todos os lugares, da Índia ao Brasil, declaram que ir em busca de suas raízes é uma experiência mais valiosa do que outro tipo de férias.

A pesquisa foi realizada com 8 mil pessoas nos Estados Unidos, México, Argentina, Brasil, Índia, França, Reino Unido e Austrália e busca entender melhor os planos de viagem com base na história familiar dos hóspedes da plataforma. Em geral, os viajantes estão cada vez mais interessados ​​em se conectar com os locais de origem de seus ancestrais.

De acordo com os resultados da pesquisa no Brasil, 50% dos entrevistados declararam ter ancestralidade fora do país. E, do total, 63% declararam ter ancestralidade fora do Brasil já viajaram pelo menos uma vez para o país de suas raízes.

O estudo do Airbnb revela ainda que 36% das pessoas que declararam ter ancestralidade fora do Brasil disseram que ainda não tiveram a oportunidade de viajar país de suas raízes, mas adorariam fazê-la.

Outro dado interessante é que78% acreditam que viajar para fora do país pode entender melhor a história e a cultura. Já 66% afirmaram que agora são mais propensos a viajar para um local de origem de seus antepassados, em comparação com cinco anos atrás.

O aumento de viagens atrás de sua ancestralidade cresceu no Airbnb entre 2014 e 2018. Nos últimos cinco anos, o número de passageiros que utilizaram a plataforma para se aprofundar no conhecimento de suas raízes aumentou em 500%. Cerca de 78% dessas viagens foram realizadas em dupla ou individualmente, o que sugere uma experiência introspectiva. Além disso, à medida que os viajantes envelhecem, o desejo de conhecer melhor suas origens também cresce. Os hóspedes entre 60 e 90 anos são os que têm maior probabilidade de realizar viagens de turismo cultural.

Os países que mais enviaram viajantes para jornadas de descobrimento como essas são aqueles geralmente conhecidos por sua história de imigração: os Estados Unidos estão no topo da lista, seguidos pelo Canadá e pela Austrália. A China, o Reino Unido, a França, a Coréia, a Nova Zelândia, Taiwan e o Brasil completam a lista das dez principais origens.

Em linha com essa tendência, o Airbnb e a 23andMe, uma empresa que oferece serviços de informação sobre genes pessoais, se uniram para tornar as viagens às nossas raízes mais fáceis do que nunca.

Ambas as empresas incorporarão viagens às origens em suas experiências com produtos. Na 23andMe, uma vez que um cliente recebe seus relatórios de ancestralidade, ele pode clicar em suas populações ancestrais e encontrar casas e experiências no Airbnb em seus países de origem. Por sua vez, o Airbnb agora tem páginas dedicadas às populações genéticas do 23andMe, então os viajantes que visitam o site do Airbnb podem planejar facilmente uma viagem até suas raízes do começo ao fim. Airbnb

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.