Da Redação

A autogestão é uma habilidade muito importante para garantir a inteligência emocional, autonomia e organização necessárias para alcançarmos o nosso potencial.

É um processo constante que direciona mudanças de comportamentos necessárias para que o sucesso e satisfação sejam alcançados. A pessoa que aplica esse método na vida pessoal é capaz de conhecer os seus limites e alcances, potencializando as suas características positivas e criando métodos para a superação das características negativas.

De acordo com o master coach e fundador da Febracis, Paulo Vieira, a autogestão não está restrita apenas ao ambiente profissional, mas também deve ser aplicada no âmbito pessoal. “Quando um indivíduo agrega essa habilidade em sua vida pessoal, consegue gerir de maneira mais satisfatória o seu tempo para tirar o maior proveito dele, conseguindo equilibrar a vida pessoal, profissional e seus momentos de lazer de forma leve e duradoura”, avalia.

Mas como aplicar a autogestão no dia a dia? De acordo com o fundador da Febracis (maior instituição de coaching das Américas) existem alguns passos necessários para maximizar o próprio potencial:

Reflita

Uma das tarefas mais importantes para se ter autogestão pessoal é dedicar um tempo para a reflexão. Escolha um lugar agradável e reflita sobre você, o seu trabalho, a sua vida e tudo que está ao seu redor. Se por acaso você perceber que você não está feliz com as suas decisões, não se desespere: esse é o primeiro passo para que você possa promover a mudança na sua vida. “Esse deve ser um processo contínuo. Devemos sempre dedicar um tempo para refletir sobre a sua vida, e, assim, traçar os seus objetivos e atitudes necessárias para chegar aonde é desejado”, avalia Vieira.

Conheça a si mesmo

Conhecer a si mesmo é um processo de aprendizagem que depende tanto da reflexão, quanto da atenção. Além disso, conhecer a si mesmo permite que você: saiba equilibrar as horas de sono necessárias para acordar bem-disposto; reconheça ruídos nos diálogos interpessoais; identifique reações emocionais problemáticas; e obtenha inteligência emocional.

Assuma responsabilidades

Esse é o primeiro passo para realizar uma tarefa, conhecer a si mesmo e combater a procrastinação. Seja responsável pelo o que precisa ser feito e se organize para completar as tarefas. Isso é autogestão pessoal, autonomia. Se errar, assuma os seus erros, aceite e tome consciência do que deve ser feito diferente na próxima ocasião.

Aprenda a conviver e a cooperar

Saber se relacionar e viver em sociedade é tão importante quanto conhecer a si mesmo. Aliás, quando conhecemos a nós mesmos também estamos elevando o nosso quoeficiente emocional, afinal, podemos trabalhar as nossas reações e emoções negativas. Dessa forma, entendemos não só os nossos limites e potencialidades, mas também os dos outros. E é essencial para um convívio adequado e equilibrado.

Essas e outras estratégias de inteligência emocional serão apresentadas em três dias de treinamento intenso no Método CIS, que será realizado em São Paulo entre 19 e 21 de outubro no Transamérica Expo Center. Considerado o maior curso de Inteligência Emocional das Américas, o Método CIS deve receber cerca de 4 mil pessoas fazendo os participantes se aprofundarem em temas como controle das emoções, mudança de crenças e inteligência emocional, com o propósito de quebrar as barreiras que nos afastam dos objetivos que desejamos alcançar. “Nosso método consiste em unir o pensamento racional às emoções, fazendo uma reprogramação de crenças para que as pessoas possam alavancar todo o seu potencial de ação. A essência do treinamento não é mudar o indivíduo para o que ele não é, mas desenvolver tudo o que ele já tem”, afirma o Master Coach, PhD em Business Administration, fundador da Febracis e também desenvolvedor do Coaching Integral Sistêmico (CIS), Paulo Vieira.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.