Da Redação

A Aurora Boreal é um dos fenômenos naturais mais lindos que existe. Quem já viu sempre fala o quanto belo é presenciar essa mudança visual no céu.

Natural de regiões mais afastadas do centro do globo, como Canadá, Noruega, Islândia, Finlândia e Antártida, o fenômeno óptico meteorológico encanta pela mistura de cores e pelo toque de magia que proporciona aos que o presenciam. Mas antes de cruzar o globo atrás das tão cobiças luzes árticas, é preciso saber aonde ir.

Respondendo a essa dúvida, a Interpoint Viagens & Turismo indica os melhores destinos para apreciar o fenômeno e dá dicas para quem pretende presenciar a este espetáculo da natureza.

Alta, Lapônia – Noruega

Embora a Lapônia, no norte da Escandinávia, ocupe uma região compreendida por quarto países diferentes – Noruega, Suécia, Finlândia e Rússia – a pequena cidade de Alta, situada em solo norueguês, figura como um excelente ponto de observação para quem deseja apreciar o mundo de cores e aventuras que o fenômeno natural proporciona.

O destino, aliás, carrega a alcunha de “A Cidade das Auroras Boreais”, já que no final do século XIX montou o primeiro observatório de Auroras Boreais do mundo. Em pacote operado pela Interpoint, a experiência na cidade pode ser combinada com hospedagem no primoroso The Alta Lodge, que oferece passeios com um grupo de huskies, encontro com o Papai Noel e visitas à importantes pontos turísticos da capital Oslo.

 

Ivalo, Lapônia – Finlândia

Ainda na Lapônia, mas no outro 1/4 da fronteira, a cidade de Ivalo, na Finlândia, também é uma excelente opção para apreciar a Aurora Boreal. Com temperaturas pra lá de negativas durante o inverno, cerca de -30º, o destino torna a expectativa de apreciar o fenômeno meteorológico semelhante à vivência na Noruega, mas com uma grande diferença.

No destino, ao se hospedar no hotel Igloo Village Kakslautannen, os hóspedes podem vivenciar a incrível experiência de apreciar a Aurora Boreal da própria cama, já que os quartos são pequenas estruturas em formato de iglu com abóbodas de vidro. O pacote comercializado pela Interpoint também oferece passeios pela capital Helsinki, visita à “casa do Papai Noel” e passeio com um grupo de huskies.

Fairbanks – Alasca

O Alasca é um dos destinos mais populares do mundo quando se pensa em Aurora Boreal. Seu clima gélido, com temperaturas abaixo de zero, é um convite à contemplação do fenômeno. Por lá, duas cidades se destacam na busca pelas luzes árticas –  Anchorage e Fairbanks.

O primeiro, não é muito indicado pela grande incidência de chuvas. Já o segundo, é um dos melhores pontos de observação do mundo por uma série de motivos

. Entre eles o fato de que Fairbanks está situada bem pertinho do Círculo Polar Ártico, na chamada zona da aurora, o que propicia a reincidência do atrativo. Em média, a aurora chega a ser registrada em oito de cada dez dias.

Os melhores pontos de observação ficam em colinas e highways que oferecem vista livre para o horizonte. Quanto mais distante do centro ou da luminosidade da cidade, melhor.

Whitehorse, Yukon – Canadá

Há pelo menos 20 lugares no Canadá onde é possível ver a Aurora Boreal, mas o melhor deles é a cidade de Whitehorse, no norte do país, no território de Yukon. A cidade, aliás, guarda uma peculiaridade bem interessante para os turistas, já que é considerada pelo livro dos recordes, o Guinness World Records, como a cidade com o ar mais puro do mundo. Situada bem pertinho do Alasca, a região é muito forte no ecoturismo, atraindo viajantes de todas as partes do mundo atrás de trilhas e caminhadas que levam a cenários de tirar o fôlego e, claro, à Aurora Boreal.

Reykjavik – Islândia

Diferente de outros destinos, como os já citados, na Islândia não é preciso ir ao norte do país para ver a Aurora Boreal. Na própria capital, Reykjavik, é possível contemplar o fenômeno. Para uma experiência completa, basta se deslocar um pouquinho da cidade para garantir “ingresso” ao show de luzes, que é igualmente deslumbrante. Outras belezas naturais também se destacam em pacotes ao destino, como praias de areias negras, montanhas, formações vulcânicas, gêiser e outras maravilhas.

 

 

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.