Da Redação

Um estudo feito na Universidade da Pennsylvania , nos Estados Unidos, concluiu que homens totalmente carecas são percebidos pela maioria das pessoas como sendo mais inteligentes, fortes, dominantes, viris e bem sucedidos.

Isto não seria exatamente uma grande revelação, se considerarmos alguns dos maiores galãs de Hollywood dos últimos tempos como The Rock (Dwayne Johnson), Bruce Willis e Jason Statham, que exibem suas carecas brilhantes há anos em filmes de franquias de sucesso nos cinemas.

O filósofo e jornalista Fabiano de Abreu, membro da Mensa Internacional, que é um clube de gênios com sede na Inglaterra exclusivo dos maiores QI’s mundiais, também é careca e comentou o estudo americano: “Entre os meus amigos, ser careca sempre foi sinônimo de ‘zoação’. Não que tenham feito bullying comigo por isso, mas já escutei inúmeras piadas de carecas. Eu comecei a raspar a cabeça muito novo, com vinte e poucos anos, devido a calvície prematura. Na época, procurei alguns dermatologistas e todos diziam que não tinha solução. Cheguei a fazer exames de sangue, que constataram excesso de produção de testosterona como motivo. Levei isso numa boa pois, o lado ruim supostamente seria não ter cabelo, o bom, é o fator masculino aflorado e disposto (risos).”

Sobre o fato de ser careca ter a ver com inteligência e sucesso, Fabiano é enfático: “se isso tem a ver com o intelecto? Bom, eu acredito na ciência e em seus testes, mas para todos os casos há exceções. Não podemos julgar isso pensando que todos os carecas são inteligentes, bem sucedidos ou que só os carecas o são, senão bastava a toda gente raspar o cabelo. Na Mensa há pessoas carecas geniais e há pessoas com muito cabelo, que são igualmente geniais (risos)”.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.