Da redação, conversa com Hewton Tavares

Em virtude da atual situação sócio-política que estamos enfrentando, já existe uma tendência por parte de alguns membros da comunidade LGBTQ brasileira em alçar vôos rumo a novos horizontes. Isto ficou ainda mais claro após o anúncio do auto-exílio do deputado LGBTQ brasileiro Jean Wyllys. Em resposta a este fenômeno emergente, membros brasileiros da comunidade LGBTQ residentes em outros países já vem se mobilizando para demonstrar o seu apoio com relação a esta questão tão profundamente ligada aos direitos humanos.

Este é o caso de Hewton Tavares, membro do grupo Gente XYZ baseado em Toronto. O grupo tem como objetivo conscientizar os canadenses sobre os últimos acontecimentos sociais e políticos no Brasil e, ao mesmo tempo, ajudar aqueles que se sentem sem assistência, ou até mesmo perseguidos pelo novo governo federal brasileiro.

Atualmente, o brasileiro Hewton Tavares mora em Toronto (Foto: Facebook)

Na verdade, o interesse específico de Hewton em fazer algo mais pela comunidade LGBTQ brasileira surgiu depois que ele começou a ser um dos moderadores do grupo virtual “Brasileiros LGBT’s no Canadá” na mídia social. Com relação a esta experiência, ele se diz surpreso: “Eu fico impressionado com o número de novos membros admitidos no grupo todos os dias. O grupo deve chegar a 500 membros muito em breve!” E ainda acrescenta: “Um boa parte das pessoas que pedem para ser admitidas ainda moram no Brasil e estão procurando uma alternativa para deixar o país a qualquer custo.”

 

Fica aqui a dica para quem estiver pensando em encarar as paisagens gélidas de um país com políticas sociais muito mais justas e inclusivas como o Canadá. E para quem estiver realmente interessado(a) em acompanhar as novas iniciativas do grupo Gente XYZ, basta só ingressar no grupo “Brasileiros LGBT’s no Canadá” no Facebook. E boa sorte a todos os nossos aventureiros rumo ao novo refúgio!

Eventos e apoio à comunidade

A Gay Village é um dos points do Canadá para a população LGBTQ+ (Foto: Divulgação)

Em resposta à grande demanda por parte de brasileiros LGBTQs interessados em ir ou permanecer no Canadá, o grupo XYZ decidiu oferecer o seu primeiro workshop voltado especificamente à nossa comunidade. O evento “Informações de Imigração para LGBTQ Brasileiros” ocorreu em um centro comunitário LGBTQ em Toronto no começo de fevereiro.

No workshop, a advogada de imigração Ashley Fisch da Kaminker & Associates Immigration Law falou um pouco sobre as principais categorias de imigração canadenses vigentes tais como:

  • imigração econômica para imigrantes com qualificação e domínio da língua inglesa/francesa;
  • compaixão humanitária para casos de extrema dificuldade de imigrantes que não possam deixar o Canadá;
  • “sponsorship” ou “patrocínio” conjugal para fins de imigração quando um dos conjugues/companheiros, o “patrocinador” no caso, é cidadã ou cidadão canadense ou pessoa com residência permanente no Canadá.

    Em 2019, o deputado federal Jean Wyllys deixou o Brasil após ameaças (Foto: Divulgação)

No entanto, o foco do workshop foi sobre a possibilidade dos LGBTQ brasileiros em pedirem asilo no Canadá ao alegarem perseguição no Brasil por conta da sua orientação sexual. Esta é justamente a categoria que tem mais atraído a atenção dos brasileiros LGBTs no grupo da mídia social moderado por Hewton Tavares.

E o evento acabou atraindo um número significativo de participantes ao se levar em consideração que o público alvo do evento era bastante restrito. Ou seja, somente os brasileiros LGBTQs já vivendo na grande Toronto em situação temporária. Na verdade, vinte pessoas compareceram ao evento. E levando-se em conta também os voluntários, o grupo contou com mais de trinta envolvidos numa tarde onde até o tempo parece ter colaborado bastante. Num lugar onde a temperatura pode chegar facilmente a trinta graus negativos no inverno, a temperatura do evento em torno de zero graus Celsius foi considerada bastante amena pelo organizador do evento.

E após o evento, como já era esperado, houveram muitas reações encorajadoras dos participantes. Katherine di Pace relata aqui suas impressões positivas:

Foi bastante esclarecedor para nós da comunidade LGBTQ (brasileira) que residimos aqui no Canadá. Foi um evento bem organizado, e acima de tudo, acolhedor. É importante, diante da atual situação do Brasil, sabermos que temos aqui no Canadá uma oportunidade de sermos quem realmente somos, sem medo e com orgulho. Fui ao evento para buscar saber como pedir refúgio no Canadá. E saí do evento confiante e satisfeita. Foi um sucesso!

Já Camila Oliveira está no Canadá com a esposa. As duas vieram para entender melhor suas opções de imigração para o Canadá pois não tem intenção em voltar para o Brasil diante do cenario sócio-politico atual. Segundo ela, elas não estão considerando o asilo pois tem outras opções (em termos da residência permanente no Canadá). Apesar disto, ela gentilmente acrescentou: “Foi um ótimo evento, as informações foram esclarecedoras e todos foram muito acolhedores. Obrigada a todos e todas!

O workshop foi gravado e o grupo Gente XYZ já trabalha para viabilizar o material online para aqueles que não puderam comparecer ao evento em Toronto. O vídeo também deverá ser enviado a membros de organizações não-governamentais que lutam pelos direitos LGBTQ no Brasil. Deste modo, os membros mais vulneráveis da nossa comunidade podem também ter acesso a estas informações. Quem sabe eles possam ter a possibilidade de recomeçar suas vidas num país onde seus direitos são respeitados e onde eles possam se considerar finalmente cidadãos de fato, nao só no papel. Esta é a esperança do grupo Gente XYZ.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.