Museu da Adversidade instalado na estação Republica do Metro inaugurado pelo Governador Geraldo Alckmin.30.05.2013 SÃO PAULO/SP FOTO JOSÉ LUIS DA CONCEIÇÃO/AEFOTOGRAFIA

Da Redação

A vida de uma pessoa LGBTI+ é muito diferente das pessoas heterossexuais? A resposta é não!

Porém, a vida de uma pessoa LGBTI+ conta com conflitos e experiências diferentes e, às vezes, chama a atenção da sociedade normativa.

Quebrando tabus e buscando abrir a cabeça da população, o Museu da Diversidade Sexual, em São Paulo, recebe uma nova exposição a partir do dia 24 de janeiro.

Chamada Plural 24h, a mostra de arte reúne fotos e pinturas de 12 artistas mostrando situações cotidianas vividas pelos LGBTI+.

As obras retratam as mais diversas situações e ações vividas pelas pessoas, o trabalho, o preconceito, a relação com o corpo entre outros.

” A exposição faz um registro de como a população LGBT+ vive ou sobrevive suportando o peso do preconceito ao longo do dia” explicou Franco Reinaudo diretor do Museu da Diversidade Sexual e curador da exposição. A mostra abre dia 24, às 17h e fica em cartaz até 11 de maio. O Museu da Diversidade Sexual funciona de terça a domingo, das 10h às 18h, e fica dentro da Estação República do Metrô (Linha 3, Vermelha).

A mostra acontece no Museu da Diversidade Sexual e poderá ser vista de 24 de janeiro a 11 de maio. O museu fica dentro da Estação República do Metrô

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.