Da Redação

Um novo estudo afirma que homens gays são mais ricos que os heterossexuais.  Após anos, um relatório feio pela Harvard Business Review mostra que os homossexuais não têm os mesmos direitos que os HT, mas que andam faturando mais.

O estudo, conduzido por Kitt Carpenter, que é professor de economia e diretor do Vanderbilt LGBT Policy Lab, baseou-se em dados que analisaram profissionais com educação, origens e perfis de trabalho semelhantes. Durante 20 anos, os dados mostraram consistentemente que homossexuais ganhavam menos, e isso era aplicável em diferentes períodos de tempo e países.

Em seu relatório, ele sugeriu que a melhoria das atitudes em relação aos funcionários da LGBTQ é provavelmente um fator chave na mudança nos ganhos. No entanto, embora uma menor discriminação no local de trabalho possa explicar por que os homossexuais não ganham menos, não responde por que agora ganham mais.

Ele também fez um estudo semelhante para mulheres profissionais e descobriu que esses resultados estão em linha com o que foi relatado anteriormente.

Ao longo dos últimos 20 anos, as mulheres lésbicas ganharam consistentemente mais do que mulheres heterossexuais e continuam a fazê-lo.

“No geral, nosso estudo de pesquisa recente provavelmente suscita mais perguntas do que respostas”, conclui Carpenter.

“Mas, ao documentar que a penalidade dos ganhos homens gays não só desapareceu, mas, de fato, ressurgiu como um prêmio de ganhos, nossos resultados desafiam os estudiosos a compreender as experiências diferenciais no local de trabalho dos homens das minorias sexuais versus as mulheres das minorias sexuais e destacar as fortes interconexões entre os esferas de trabalho e família para americanos LGBTQ”.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.